(71) 9.9923-3366 [email protected]

Você conhece a síndrome do túnel do carpo?

Agende uma Consulta

Siga minhas redes sociais:

Dor Lombar

Dores na coluna lombar são uma queixa comum nos consultórios médicos em todo o mundo, afetando milhões de pessoas e sendo uma das principais causas de incapacidade. No entanto, identificar a origem exata dessa dor nem sempre é uma tarefa simples. A complexidade da estrutura da coluna vertebral, junto com a variedade de possíveis causas de dor, exige uma abordagem cuidadosa e detalhada no diagnóstico. Neste artigo, exploraremos como os médicos abordam o diagnóstico da dor na coluna lombar, destacando a importância de ir além das imagens de ressonância magnética e entender a história clínica completa do paciente para determinar a verdadeira fonte do desconforto.

O que é a síndrome do túnel do carpo?

O túnel do carpo é uma passagem estreita no lado da palma da mão, na altura do pulso, composta de ossos e ligamentos. O nervo mediano, que controla a sensação e o movimento no polegar e nos três primeiros dedos, passa por essa passagem junto com os tendões dos dedos e do polegar. Quando há algum processo inflamatório ou inchaço na área, por exemplo, há uma diminuição do espaço das estruturas do túnel do carpo, quando esse processo comprime o nervo mediano, o resultado é dormência, formigamento, fraqueza ou dor na mão, determinando a síndrome do túnel do carpo.

síndrome do túnel do carpo

Sintomas da sindrome do túnel do carpo

Os principais sintomas da síndrome do túnel do carpo são: dor e formigamento. A condição se desenvolve lentamente e no início, é mais provável que você perceba à noite ou ao acordar pela manhã, durante o dia, você pode sentir dor ou formigamento ao segurar coisas, como um telefone ou um livro. Agitar ou mover os dedos geralmente ajuda em quadros iniciais.

À medida que a síndrome do túnel do carpo progride, você pode começar a notar fraqueza no polegar e nos dois primeiros dedos, e pode ser difícil fechar o punho ou agarrar objetos. Além disso, você pode sentir dormência nas mãos e ter problemas sensitivos como ter dificuldade em distinguir entre o quente e frio.

Epidemiologia

A síndrome do túnel do carpo aparece mais frequentemente em pessoas que realizam movimentos repetido, sendo três vezes mais comum entre os trabalhadores da linha de montagem que fazem uso frequente de ferramentas manuais.

Certas condições também podem aumentar seu risco como: diabetes, gota, hipotireoidismo, artrite reumatoide, gravidez, entorse ou fratura de punho.

Tratamento da sindrome do Túnel do carpo

No início, os sintomas da síndrome do túnel do carpo vêm e vão, mas à medida que a condição piora, os sintomas podem se tornar constantes. Com o tempo, se não for tratada, a dor pode irradiar do braço até o ombro e os músculos do polegar da mão doente podem atrofiar, nesses casos, mesmo com o tratamento, a força e a sensação podem nunca ser completamente restauradas.

Como formas de tratamento, seu médico pode aconselhar descansar a mão e o punho com uma órtese ou tala para imobilização do punho, principalmente durante a noite. Medicamentos anti-inflamatórios não esteroides, como ibuprofeno e naproxeno, juntamente com compressas frias, podem reduzir a dor, assim como a fisioterapia.

Quando os sintomas do túnel do carpo são mais graves, seu médico pode recomendar corticosteroides por injeção ou por via oral. Os esteroides podem reduzir temporariamente a inflamação ao redor do nervo mediano e aliviar os sintomas.

Tratamento Cirúrgico

Se a cirurgia for necessária, normalmente é feita em ambulatório sob anestesia local. O ligamento que cobre o topo do túnel do carpo é cortado para aliviar a pressão e esse cicatrizado permitirá mais espaço no túnel do carpo.

Às vezes, o procedimento é feito endoscopicamente, usando uma pequena câmera inserida através de uma incisão muito pequena para guiar o procedimento.

A dor e a fraqueza geralmente desaparecem dentro de dois meses após a cirurgia, mas pode levar de seis meses a um ano para total recuperação.

Prevenção

prevenção do tunel do carpo

Embora não haja uma maneira definitiva de prevenir a síndrome do túnel do carpo, certas coisas podem ajudar, como:

– Atenção á postura

– Ferramentas e estações de trabalho ergonômicas

 – Esticar as mãos e os pulsos regularmente

– Fazer pausas de descanso frequentes para agitar braços e pernas.

– Mudar de posição ao longo do dia de trabalho.

– Consultar-se com um especialista caso perceba sintomas iniciais de inflamação.

author avatar
suporte

Deixe seu comentário

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agende uma Consulta

Siga minhas redes sociais: